domingo, 7 de outubro de 2012

Marcos - Censura III - Poderes ou Superpoderes?


Os autores de Mateus e Lucas, em algumas passagens, não se limitaram a copiar as frases encontradas em Marcos. Algumas alterações ao texto revelam a intenção de simplesmente o embelezar, mas outras revelam a intenção de modificar a doutrina apresentada em Marcos.




Promoção dos poderes

“Marcos”, em certas passagens, diz que Jesus “curou muitos”. “Mateus” e “Lucas” acharam que a expressão “curou muitos” não se adequava ao verdadeiro poder de Jesus então alteraram para “curou todos”.

Marcos
Mateus
Lucas
Marcos 1:34 e ele curou muitos doentes atacados de diversas moléstias, e expulsou muitos demônios; ...
Mateus 8:16 Caída a tarde, trouxeram-lhe muitos endemoninhados; e ele com a sua palavra expulsou os espíritos, e curou todos os enfermos;
Lucas 4:40 Ao pôr do sol, todos os que tinham enfermos de várias doenças lhos traziam; e ele punha as mãos sobre cada um deles e os curava.
Marcos 3:10 porque tinha curado a muitos, de modo que todos quantos tinham algum mal arrojavam-se a ele para lhe tocarem.
Mateus 12:15 Jesus, percebendo isso, retirou-se dali. Acompanharam-no muitos; e ele curou a todos,
Lucas 6:18-19 e os que eram atormentados por espíritos imundos ficavam curados. E toda a multidão procurava tocar-lhe; porque saía dele poder que curava a todos.

“Marcos” diz que Jesus, quando estava na sua terra, não efectuou milagres porque “não podia”, enquanto “Mateus” preferiu insinuar que foi porque não quis, pois eles não mereciam.

Marcos
Mateus
Marcos 6:5 E não podia fazer ali nenhum milagre, a não ser curar alguns poucos enfermos, impondo-lhes as mãos.
Mateus 13:58 E não fez ali muitos milagres, por causa da incredulidade deles.


Em outras duas ocasiões, “Mateus” duplicou o número de intervenientes em curas, de modo a impulsionar o poder de Jesus.

Marcos
Mateus
Marcos 5:1-4 ... E, logo que Jesus saíra do barco, lhe veio ao encontro, dos sepulcros, um homem com espírito imundo, o qual tinha a sua morada nos sepulcros; e nem ainda com cadeias podia alguém prendê-lo; ...
Mateus 8:28-29 ... saíram-lhe ao encontro dois endemoninhados, vindos dos sepulcros; tão ferozes eram que ninguém podia passar por aquele caminho. ...

Marcos 10:46-47 .... E, ao sair ele de Jericó com seus discípulos e uma grande multidão, estava sentado junto do caminho um mendigo cego, Bartimeu filho de Timeu. Este, quando ouviu que era Jesus, o nazareno, começou a clamar, dizendo: Jesus, Filho de David, tem compaixão de mim!
Mateus 20:29-30 Saindo eles de Jericó, seguiu-o uma grande multidão; e eis que dois cegos, sentados junto do caminho, ouvindo que Jesus passava, clamaram, dizendo: Senhor, Filho de David, tem compaixão de nós.

Estas duas passagens podem ser fundamento para nos questionarmos sobre o que é que “Mateus” andava a beber quando escreveu o seu evangelho, pois estava a ver as personagens em dobro! Para além das passagens já referidas há ainda uma outra sobre dois cegos (Mateus 9:27-31). E não duplicou apenas figuras humanas pois, onde Marcos menciona que Jesus montou um burro, Mateus menciona dois burros (Marcos 11:1-7; Mateus 21:1-7)!



Nas últimas, não! Morta!

No relato sobre a filha de Jairo, em Marcos, o pai da menina diz que ela estava “nas últimas” (à beira da morte), enquanto que em Mateus diz que a menina “acaba de falecer”.

Marcos
Mateus
Lucas
Marcos 5:22-23 Chegou um dos chefes da sinagoga, chamado Jairo e, logo que viu Jesus, lançou-se-lhe aos pés. e lhe rogava com instância, dizendo: Minha filhinha está nas últimas; rogo-te que venhas e lhe imponhas as mãos para que sare e viva.
Mateus 9:18 Enquanto ainda lhes dizia essas coisas, eis que chegou um chefe da sinagoga e o adorou, dizendo: Minha filha acaba de falecer; mas vem, impõe-lhe a tua mão, e ela viverá.
Lucas 8:41-42 E eis que veio um homem chamado Jairo, que era chefe da sinagoga; e prostrando-se aos pés de Jesus, rogava-lhe que fosse a sua casa; porque tinha uma filha única, de cerca de doze anos, que estava à morte.


Na versão de Mateus o episódio fica mais parecido com uma ressuscitação, pois é o próprio Jairo que diz que a filha “faleceu”, mas nos três relatos, Jesus, antes da sua intervenção, diz que a menina “não morreu... apenas dorme”, embora os presentes acreditassem que ela estava morta, o que deixa transparecer que se trata do relato de uma “simples” cura.

Marcos
Mateus
Lucas
Marcos 5:39-40 E, entrando, disse-lhes: Por que fazeis alvoroço e chorais? a menina não morreu, mas dorme. E riam-se dele; porém ele, tendo feito sair a todos, ...
Mateus 9:24 disse; Retirai-vos; porque a menina não está morta, mas dorme. E riam-se dele.
Lucas 8:52-53 E todos choravam e pranteavam; ele, porém, disse: Não choreis; ela não está morta, mas dorme. E riam-se dele, sabendo que ela estava morta.    

Podemos dizer que “Mateus” tentou elevar o prodígio de Jesus neste episódio, mas não fez um trabalho completo. Para contrastar, no Evangelho Segundo João, na passagem sobre a ressuscitação de Lázaro, Jesus afirma inequivocamente que Lázaro morreu:
João 11:14 Então Jesus lhes disse claramente: Lázaro morreu;

Podemos então concluir que, em todo o texto de Marcos, não há um único episódio que claramente relate uma ressuscitação conduzida por Jesus. Este episódio com a filha de Jairo, que é o que mais se aproxima de um milagre de ressuscitação, não é relatado de modo suficientemente inequívoco, porque tanto o pai da menina como Jesus nunca afirmam que ela morreu.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...