sábado, 27 de outubro de 2012

Mateus - Jesus de onde?




Belém, o local do nascimento

Tanto “Mateus” como “Lucas” dizem que Jesus nasceu em Belém. Mais uma vez, “Mateus” recorre ao Antigo Testamento, desta vez citando as palavras do profeta Miquéias:

Miquéias
Mateus
Miquéias 5:2 Mas tu, Belém Efrata, posto que pequena para estar entre os milhares de Judá, de ti é que me sairá aquele que há de reinar em Israel, ...
Mateus 2:5-6 ... pois assim está escrito pelo profeta: E tu, Belém, terra de Judá, de modo nenhum és a menor entre as principais cidades de Judá; porque de ti sairá o Guia que há de apascentar o meu povo de Israel.


Repare-se como a citação difere do texto de Miquéias, pois “os milhares de Judá” não é o mesmo que “as principais cidades de Judá” ou, como em muitas traduções, “os governantes de Judá”. No texto de Miquéias, o autor compara o clã Belém Efrata com os clãs de Judá (os textos de Josué 22:14,21,30; Juízes 6:15; 1 Samuel 10:19; 23:23 utilizam a palavra “milhar” ou “milhares” para designar “clã” ou “clãs”). Por isso, para Miquéias, Belém Efrata designa um clã e não uma localização geográfica.

Mas, o mais importante é que a citação em Mateus está fora de contexto, tendo errado em mais de 700 anos!

Miquéias referia-se à iminente invasão por parte dos assírios por volta de 730 AEC que, começando por invadir o Reino de Israel, eram também uma ameaça para Judá. O seu texto servia para inspirar conforto e confiança de que, muito brevemente, iria surgir um líder que iria combater e derrotar os assírios.

Hoje podemos apenas tentar adivinhar que, como Miquéias não acertou no seu vaticínio, os judeus teriam ficado expectantes de um cumprimento posterior deste. Mas, como nunca aconteceu nada de extraordinário, é provável que alguns judeus, cansados de esperar pelo cumprimento de tantas “profecias”, tenham criado uma personagem que as cumpria todas: Jesus Nazareno.

Para além da duvidosa questão do cumprimento da profecia, “Mateus” não explica como é que José e Maria chegaram a Belém, transmitindo a ideia de que estes já aí viviam antes do nascimento de Jesus, enquanto que “Lucas” diz que foram para lá por causa de um recenseamento, organizado pelo governador Quirinius, que obrigava as pessoas a deslocarem-se às suas terras de origem.


A Data do Nascimento

"Mateus" diz que Jesus nasceu no tempo do reinado de Herodes. Ora, Herodes morreu em 4 AEC e foi sucedido, na Judeia, pelo seu filho Arquelau que foi deposto em 6 EC e substituido por governação romana.
"Lucas" diz que Jesus nasceu durante a governação de Quirinius. Quirinius começou a governar a Judeia a partir de 6EC e decretou um censo para registar pessoas e propriedades.

Mateus
Lucas
Mateus 2:1 E, tendo nascido Jesus em Belém da Judeia, no tempo do rei Herodes, ...
Lucas 2:1-6 E aconteceu, naqueles dias, que saiu um decreto da parte de César Augusto, para que todo o mundo se alistasse. Este primeiro alistamento foi feito sendo Quirinius governador da Síria. E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade. E subiu da Galileia também José, da cidade de Nazaré, à Judeia, à cidade de Davi chamada Belém (porque era da casa e família de Davi), a fim de alistar-se com Maria, sua mulher, que estava grávida. E aconteceu que, estando eles ali, se cumpriram os dias em que ela havia de dar à luz. 


Ou seja, "Mateus" diz que Jesus teria nascido antes de 4 AEC, enquanto "Lucas" diz que Jesus nasceu no tempo do recenseamento “mundial” decretado por César Augusto, quando Quirinius era governador da Síria, isto é, depois de 6 EC. Uma diferença de, pelo menos, dez anos!


Os Magos e a Estrela de Belém

A tradição cristã diz que os três Reis Magos chamavam-se Melchior, Gaspar e Baltasar. Mas o episódio sobre estes homens, que é um exclusivo do relato de Mateus, menciona, é certo, magos (gr. maggoi), mas:
-          não especifica que eram três;
-          não diz que eram reis;
-          não especifica os seus nomes.

A tradição deve ter fixado em três o número de magos, provavelmente, devido a Mateus mencionar três ofertas: ouro, incenso e mirra. Mais tarde, alguém deve ter pensado que seria engraçado que cada mago trouxesse uma prenda e então fixou-se a tradição de que eram três magos. Quanto a estes homens serem reis, esta tradição é um absurdo... seriam reis de que povos?... e porque é que viajavam juntos? ... e porque é que a importância desta personagens esgota-se no nascimento de Jesus e não são mais referidos no resto do Novo Testamento?

A comparação daquilo que a tradição actualmente diz face ao que está registado por escrito ensina-nos o quanto a criatividade acrescenta às histórias que supostamente deveriam ser rigorosas pelo facto de estarem escritas. Imagine-se, então, o que deve a tradição ter feito antes destas histórias estarem escritas!

O relato de Mateus indica que os magos vieram das regiões do oriente atrás de uma “estrela” que lhes indicou o caminho para Belém. Muitos sábios e astrónomos, durante séculos e até à actualidade, perderam muito tempo a calcular posições relativas de planetas e outros corpos celestes no tempo do nascimento de Jesus. Alguns chegaram à brilhante conclusão que houve uma conjugação de planetas no ano 7 AEC. No entanto, este trabalho é infrutífero, pois se os magos vieram do oriente atrás de um corpo celeste, este corpo celeste podia ser qualquer um porque todos os corpos celestes, incluindo o Sol, descrevem um movimento aparente pela abóbada celeste no sentido de oriente para ocidente, ou seja, de nascente para poente.

Com os Magos a encontrarem Jesus em Belém através de um fenómeno extraordinário (uma estrela que indica o caminho), seria de esperar que Jesus ficasse conhecido como "Jesus de Belém"...


Nazaré, a nova morada de família

Já tivemos oportunidade de ver que, em Marcos, o adjectivo “nazareno” utilizado no nome de Jesus, pode ter dado origem à interpretação de que Jesus tinha tido origem numa localidade da Galiéia chamada Nazaré (ver Marcos - Jesus de Onde?).
“Mateus” relata que José e Maria tinham medo de regressar à Judeia, por isso foram procurar nova morada na Galiléia, ficando na Nazaré, também por causa de uma profecia, supostamente do Antigo Testamento, mas que não se sabe qual (Mateus 2:21-23).

Mateus
Lucas
Mateus 2:21-23 Então ele se levantou, tomou o menino e sua mãe e foi para a terra de Israel. Ouvindo, porém, que Arquelau reinava na Judeia em lugar de seu pai Herodes, temeu ir para lá; mas avisado em sonho por divina revelação, retirou-se para as regiões da Galiléia, e foi habitar numa cidade chamada Nazaré; para que se cumprisse o que fora dito pelos profetas: Ele será chamado nazareno.
Lucas 2:39 Assim que cumpriram tudo segundo a lei do Senhor, voltaram à Galiléia, para sua cidade de Nazaré.

Ao contrário de “Mateus”, “Lucas” explica que Maria e José já viviam na Nazaré, uma cidade da Galiléia, e que foi para esta cidade que regressaram depois do nascimento do menino. E, ao contrário do que as palavras de “Mateus” podem sugerir (“ele será chamado nazareno”), não existe nenhuma referência no Antigo Testamento a uma cidade designada por Nazaré.

Para tentar perceber onde é que o autor de Mateus foi buscar a designação “nazareno”, vamos, mesmo assim, recorrer ao Antigo Testamento, no livro de Juízes:
Juízes 13:5 porque tu conceberás e terás um filho, sobre cuja cabeça não passará navalha, porquanto o menino será nazireu de Deus desde o ventre de sua mãe; e ele começara a livrar a Israel da mão dos filisteus.

Este texto referia-se às palavras de um anjo que anunciou à mãe de Sansão o nascimento do seu filho. Mas Sansão não nasceu na Nazaré! Ele era nazireu, ou seja, estava sujeito a uma consagração religiosa, designada por nazireado (Números capítulo 6).

O homem chamado Jesus Nazareno, caso tenha existido, não era da Nazaré mas sim Nazireu.

Para finalizar, vejamos uma comparação entre Mateus e Lucas, sobre os dois locais, Belém e Nazaré:


Mateus
Lucas
Residência antes
O texto implica Belém
Nazaré
Local de nascimento
Belém
Belém
Porquê esse local de nascimento
Presume-se que já lá viviam, e por causa de uma profecia.
Por causa de um recenciamento que obrigava as pessoas a deslocarem-se à terra dos seus antepassados.
Residencia depois
José queria regressar a Belém, mas receava Arquelau (filho de Herodes); por isso e para cumprir uma profecia leva a família para a Galiléia.
Retornam à sua casa, a Nazaré.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...