domingo, 9 de dezembro de 2012

João vs Sinópticos III - Cambistas, Burros e Demónios




Limpeza dos cambistas do templo

Em João é relatado que uma das primeiras intervenções de Jesus, durante a sua vida pública, foi a ida ao Templo de Jerusalém expulsar os comerciantes, por estarem a macular este espaço sagrado (João 2:13-17). A partir deste momento Jesus ainda teve pelo menos dois anos de actividade pública (mais duas páscoas).

Nos evangelhos sinópticos, a expulsão dos mercadores e cambistas do templo é descrita como sendo o caso que promoveu a perseguição de Jesus e a respectiva captura em poucos dias.

Não é verosímil que alguém pudesse entrar no Templo, derrubar mesas de cambistas, supostamente cheias de dinheiro, e não ser imediatamente detido pelos guardas. Isso significava que qualquer pessoa poderia entrar no Templo, assaltar os cambistas e os mercadores e saír tranquilamente. No Templo movimentava-se muito dinheiro e havia uma guarda armada para a protecção deste espaço.

Em João, depois deste episódio, parece que Jesus retorna frequentemente ao Templo e exerce aí a sua actividade (João 5:14; 7:14,28; 8:2,20; 10:23).


Entrada triunfal em Jerusalém

Nos sinópticos Jesus diz aos discípulos para irem buscar (na verdade pediu para eles irem furtar) um burro para ele montar numa entrada triunfal em Jerusalém (Marcos 11:1-6). Em João, é Jesus que acha o burro e monta nele (João 12:12-15).

João 12:12-15 No dia seguinte, as grandes multidões que tinham vindo à festa, ouvindo dizer que Jesus vinha a Jerusalém, tomaram ramos de palmeiras, e saíram-lhe ao encontro, e clamavam: Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor! Bendito o rei de Israel!
E achou Jesus um jumentinho e montou nele, conforme está escrito:
Não temas, ó filha de Sião; eis que vem teu Rei, montado sobre o filho de uma jumenta. Respondeu a multidão: Tens demônio; quem procura matar-te?


Demónios e exorcismos

Em João, Jesus não efectua exorcismos, como nos evangelhos sinópticos. Pelo contrário, aqui a palavra “demónio” só aparece quando é utilizada pelos judeus contra Jesus.

João 7:20 Respondeu a multidão: Tens demónio; quem procura matar-te? 
João 8:48-52 Responderam-lhe os judeus: Não dizemos com razão que és samaritano, e que tens demónio? Jesus respondeu: Eu não tenho demónio; antes honro a meu Pai, e vós me desonrais. Eu não busco a minha glória; há quem a busque, e julgue. Em verdade, em verdade vos digo que, se alguém guardar a minha palavra, nunca verá a morte. Disseram-lhe os judeus: Agora sabemos que tens demónios. Abraão morreu, e também os profetas; e tu dizes: Se alguém guardar a minha palavra, nunca provará a morte! 
João 10:20-21 E muitos deles diziam: Tem demónio, e perdeu o juízo; por que o escutais? Diziam outros: Essas palavras não são de quem está endemoninhado; pode porventura um demónio abrir os olhos aos cegos?

Ao invés de andar a socorrer aqueles que estavam possuídos por demónios, Jesus é que é acusado, por diversas vezes, de ter demónios!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...