sexta-feira, 1 de março de 2013

Paulo - O Cristo não Demora Nada





A primeira carta de Paulo à igreja de Tessalónica é considerada como um dos mais antigos escritos cristãos que sobreviveram até aos dias de hoje. É, tal como as demais cartas de Paulo, anterior aos evangelhos. O conteúdo de 1ª Tessalonicenses é geralmente considerado genuíno e atribuido a Paulo, o fundador de muitas igrejas cristãs.


1ª Tessaloniceses - à espera de Cristo para breve

Nesta carta, Paulo conforta os seus leitores com a esperança de que Cristo os virá buscar ainda durante a sua vida, apesar de alguns deles já terem morrido:
1 Tessalonicenses 4:13-18 Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais como os outros que não têm esperança. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressurgiu, assim também aos que dormem, Deus, mediante Jesus, os tornará a trazer juntamente com ele. Dizemo-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, de modo algum precederemos os que já dormem. Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, com voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.

É possível que Paulo tenha fundado esta comunidade em Tessalónica, uns anos antes de escrever esta carta. Esta igreja, tal como outras, terá sido fundada com a mensagem de que o Cristo iria aparecer brevemente, muito brevemente. Entretanto passaram alguns anos e, naturalmente, alguns dos membros desta comunidade morreram entretanto...

Paulo continua a sua exposição, indicando que este evento iria suceder de surpresa, sem nenhum sinal a avisar com antecedência:
1 Tessalonicenses 5:2 porque vós mesmos sabeis perfeitamente que o dia do Senhor virá como vem o ladrão de noite;

Os sucessores de Paulo, mais tarde, devem ter sido obrigados a abandonar esta doutrina por se tornar insustentável à medida que mais fiéis iam envelhecendo e morrendo sem nada de extraordinário acontecer.


2ª Tessalonicenses - afinal o Cristo demorará

A 2ª Carta aos Tessalonicenses é claramente uma fraude (usurpação da identidade de Paulo); caso contrário teríamos de considerar a primeira e muitas outras como fraude. Nesta carta, numa flagrante inversão, o autor tenta provar que a primeira é uma fraude para desacreditar os seus conteúdos.

Em primeiro lugar, o autor tenta convencer o leitor de que a primeira carta não foi escrita por Paulo ou que, pelo menos, andariam a circular cartas de autoria falsificada (“epístola como enviada por nós”):
2 Tessalonicenses 2:1-3 Ora, quanto à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e à nossa reunião com ele, rogamos-vos, irmãos, que não vos movais facilmente do vosso modo de pensar, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola como enviada de nóscomo se o dia do Senhor estivesse já perto. Ninguém de modo algum vos engane; ...


Em segundo lugar, o autor desacredita a doutrina de que Cristo viria brevemente e de surpresa. Contrariamente à doutrina da primeira carta, o Cristo iria demorar e antes haveria um período de grandes tormentos para os crentes pela “presença de Satanás” (2 Tessalonicenses, capítulo 2).
Em terceiro lugar, muitos dos conteúdos da primeira carta repetem-se na segunda, como se fosse intenção do autor reescrever a primeira carta à luz de uma interpretação posterior.

Finalmente, o autor exprime que só as cartas “assinadas” por Paulo é que eram as verdadeiras:
2 Tessalonicenses 3:17 Esta saudação é de próprio punho, de Paulo, o que é o sinal em cada epístola; assim escrevo.

A Primeira Carta aos Tessalonicenses não tem esta “assinatura” de Paulo, mas tem o estilo, o calor pessoal e intimidade (com os leitores) que se encontram no conjunto das cartas consideradas genuínas.


1ª Tessalonicenses
2ª Tessalonicenses
O Cristo virá brevemente.
O Cristo ainda demorará.
O Cristo aparecerá de surpresa
Antes de o Cristo vir acontecerão coisas assinaláveis
-
O autor adverte que existem cartas falsas em seu nome
-
O autor assina a carta no final com o nome Paulo e diz que é assim que as cartas autênticas devem estar


A principal conclusão é que as duas cartas são contraditórias, por isso é um absurdo ambas fazerem parte do Novo Testamento.



1ª Tessalonicenses - o anti-semitismo inserido

Um problema que se coloca em 1ª Tessalonicenses é sobre a autoria de três versículos claramente anti-semitas (1 Tessalonicenses 2:14-16). Vejamos o contexto:
1 Tessalonicenses 2:13-18 ... Por isso nós também, sem cessar, damos graças a Deus, porquanto vós, havendo recebido a palavra de Deus que de nós ouvistes, a recebestes, não como palavra de homens, mas (segundo ela é na verdade) como palavra de Deus, a qual também opera em vós que credes. [ Pois vós, irmãos, vos haveis feito imitadores das igrejas de Deus em Cristo Jesus que estão na Judeia; porque também padecestes de vossos próprios concidadãos o mesmo que elas padeceram dos judeus; os quais mataram ao Senhor Jesus, bem como aos profetas, e a nós nos perseguiram, e não agradam a Deus, e são contrários a todos os homens, e nos impedem de falar aos gentios para que sejam salvos; de modo que enchem sempre a medida de seus pecados; mas a ira caiu sobre eles afinal. ] Nós, porém, irmãos, sendo privados de vós por algum tempo, de vista, mas não de coração, tanto mais procuramos com grande desejo ver o vosso rosto; pelo que quisemos ir ter convosco, pelo menos eu, Paulo, não somente uma vez, mas duas, e Satanás nos impediu.

Nos versículos suspeitos (assinalados entre parentesis rectos) Paulo estaria a dizer o seguinte:
-          os judeus mataram Jesus e os profetas;
-          os judeus não agradam a Deus;
-          os judeus são contrários a todos os homens;
-          os judeus perseguiam os cristãos da Judeia;
-          os judeus impediam os gentios (não judeus) de se tornarem crentes;
-          até que finalmente a ira de Deus caiu sobre eles;


Tudo isto não é nada provável de ser dito por um judeu, pois Paulo seria judeu. Para além disso, “a ira de Deus que caiu sobre eles” só pode ser entendida como a destruição de Jerusalém em 70 EC, muito depois desta carta ter sido escrita, e, nessa altura, Paulo já teria morrido e não teria assistido a esta “ira de Deus”.

Presumindo que se trata de uma inserção posterior, vejamos como é que seria o texto sem a suposta inserção:
1 Tessalonicenses 2:13-18 ... Por isso nós também, sem cessar, damos graças a Deus, porquanto vós, havendo recebido a palavra de Deus que de nós ouvistes, a recebestes, não como palavra de homens, mas (segundo ela é na verdade) como palavra de Deus, a qual também opera em vós que credes. [ ... ] Nós, porém, irmãos, sendo privados de vós por algum tempo, de vista, mas não de coração, tanto mais procuramos com grande desejo ver o vosso rosto; pelo que quisemos ir ter convosco, pelo menos eu, Paulo, não somente uma vez, mas duas, e Satanás nos impediu.

Parece que não se nota a falta dos versículos anti-semitas.

2 comentários:

  1. Podia listar todas essas inserções posteriores num post único?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só estas inserções de 1 Tessalonicenses?
      Ou refere-se a todas as inserções nas cartas de Paulo?
      Obrigado

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...