quinta-feira, 25 de abril de 2013

Paulo - Pedro ou "Cefas, o Fingidor"?




Uma personagem que Paulo menciona nas suas cartas é Cefas. Dos evangelhos só o Evangelho Segundo João identifica Cefas como sendo o apóstolo Pedro:
João 1:42 E o levou a Jesus. Jesus, fixando nele o olhar, disse: Tu és Simão, filho de João, tu serás chamado Cefas (que quer dizer Pedro).

Mas é certo que Pedro e Cefas eram a mesma pessoa? Paulo menciona este Cefas na Carta aos Gálatas e na Primeira Carta aos Coríntios:
Gálatas 1:18 Depois, passados três anos, subi a Jerusalém para visitar a Cefas, e demorei com ele quinze dias. 
Gálatas 2:9 e quando conheceram a graça que me fora dada, Tiago, Cefas e João, que pareciam ser as colunas, deram a mim e a Barnabé as destras de comunhão, para que nós fôssemos aos gentios, e eles à circuncisão; 
Gálatas 2:11 Quando, porém, Cefas veio a Antioquia, resisti-lhe na cara, porque era repreensível. 
Gálatas 2:14 Mas, quando vi que não andavam retamente conforme a verdade do evangelho, disse a Cefas perante todos: Se tu, sendo judeu, vives como os gentios, e não como os judeus, como é que obrigas os gentios a viverem como judeus? 
1 Coríntios 1:12 Quero dizer com isto, que cada um de vós diz: Eu sou de Paulo; ou, Eu de Apolo; ou Eu sou de Cefas; ou, Eu de Cristo. 
1 Coríntios 3:22 seja Paulo, ou Apolo, ou Cefas; seja o mundo, ou a vida, ou a morte; sejam as coisas presentes, ou as vindouras, tudo é vosso, 
1 Coríntios 9:5 Não temos nós direito de levar conosco esposa crente, como também os demais apóstolos, e os irmãos do Senhor, e Cefas? 
1 Coríntios 15:5 que apareceu a Cefas, e depois aos doze;

No entanto, Paulo, na Carta aos Gálatas, também menciona Pedro:
Gálatas 2:7-8  antes, pelo contrário, quando viram que o evangelho da incircuncisão me fora confiado, como a Pedro o da circuncisão (porque aquele que operou a favor de Pedro para o apostolado da circuncisão, operou também a meu favor para com os gentios),

Estes dois versículos da Carta aos Gálatas são os únicos em que Paulo menciona alguém pelo nome Pedro. No mesmo capítulo de Gálatas, Paulo refere-se três vezes a Cefas. É possível que tenha sido uma alteração do nome Cefas com vista a harmonizar as cartas de Paulo com os evangelhos.

Na sua Carta aos Gálatas, Paulo descreve duas visitas a Cefas em Jerusalém (Gálatas 1:18; Gálatas 2:1-10).

Na primeira visita, Paulo demorou-se quize dias com Cefas (Pedro) mas, aparentemente, Pedro não lhe fez nenhuma visita guiada pelos locais onde Jesus tinha estado com os apóstolos, o local da crucificação, o sepulcro. Se o fez, então Paulo não se interessou em contar aos gálatas nem aos outros a quem escreveu.

A segunda visita, catorze anos depois da primeira, é tradicionalmente chamada de “Concílio de Jerusalém”, onde Paulo e os apóstolos de Jerusalém concordaram que os seguidores não-judeus (gentios) não necessitavam de se converter ao judaísmo para poderem abraçar a nova fé de Cristo:
Gálatas 2:1-10 Depois, passados catorze anos, subi outra vez a Jerusalém com Barnabé, levando também comigo a Tito. E subi devido a uma revelação, e lhes expus o evangelho que prego entre os gentios, mas em particular aos que eram de destaque, para que de algum modo não estivesse correndo ou não tivesse corrido em vão. Mas nem mesmo Tito, que estava comigo, embora sendo grego, foi constrangido a circuncidar-se; e isto por causa dos falsos irmãos intrusos, os quais furtivamente entraram a espiar a nossa liberdade, que temos em Cristo Jesus, para nos escravizar; aos quais nem ainda por uma hora cedemos em sujeição, para que a verdade do evangelho permanecesse entre vós. Ora, daqueles que pareciam ser alguma coisa (quais outrora tenham sido, nada me importa; Deus não aceita a aparência do homem), esses, digo, que pareciam ser alguma coisa, nada me acrescentaram; antes, pelo contrário, quando viram que o evangelho da incircuncisão me fora confiado, como a Pedro o da circuncisão (porque aquele que operou a favor de Pedro para o apostolado da circuncisão, operou também a meu favor para com os gentios), e quando conheceram a graça que me fora dada, Tiago, Cefas e João, que pareciam ser as colunas, deram a mim e a Barnabé as destras de comunhão, para que nós fôssemos aos gentios, e eles à circuncisão; ...

Mas parece que, segundo a opinião de Paulo, os apóstolos de Jerusalém, e principalmente Cefas, não respeitaram o acordo. Por isso, quando Cefas foi a Antioquia, que foi a primeira base de operações de Paulo (depois foi Éfeso), este fez questão de afirmar que Cefas era um fingidor:
Gálatas 2:11-14 Quando, porém, Cefas veio a Antioquia, resisti-lhe na cara, porque era repreensível. Pois antes de chegarem alguns da parte de Tiago, ele comia com os gentios; mas quando eles chegaram, se foi retirando e se apartava deles, temendo os que eram da circuncisão. E os outros judeus também dissimularam com ele, de modo que até Barnabé se deixou levar pela sua dissimulação. Mas, quando vi que não andavam retamente conforme a verdade do evangelho, disse a Cefas perante todos: Se tu, sendo judeu, vives como os gentios, e não como os judeus, como é que obrigas os gentios a viverem como judeus?


15 comentários:

  1. Veados que dão o rabo percebem putaria em tudo. Como alguém que tem na sua realidade uma busca intensa por vícios diabólicos perceberia realidade no caminho da santidade? O diabo já te dominou a mente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Onde foi que você, sua bicha enrustida, percebeu putaria neste artigo?

      Excluir
    2. Bom dia! Confesso que não entendi a intenção da imagem que representa Paulo e Pedro. Um diz que Pedro é um fingidor e o outro diz para Pedro sair do armário. É muito provável que os demais comentário se refiram a fala "sair do armário" e a forma como eles estão abraçados na imagem como a "putaria" do artigo.
      Repito que não entendi a intenção da imagem, já o artigo me foi muito interessante.

      Excluir
    3. A imagem faz parte da iconografia antiga da Igreja sem alteração alguma a não ser inserção das falas.
      O "saír do armário" tem que ver com Paulo chamar Pedro de fingidor. Pedro fingia-se judeu fiel e ortodoxo mas, quando estava longe das comunidades judaicas, convivia com os pagãos (gentios), comendo e comportando-se como eles.
      Grato pela apreciação!

      Excluir
    4. Muito interessante! Achei útil pois fez eu me atentar para essa diferença que existia entre eles. Paulo é realmente um grande exemplo de transformação e de autenticidade.

      Excluir
  2. Você não é pervertido seu doente, é só um idiota mesmo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu olioso de merda o dia que realmente vc ler essa sua cartilha ira ver quem realmente eh doente. Agora deixar eu dar umas risadas no youtube com videos dos crentes e o palito de fogo kkkkkkkkkkkkkkkkkkk ratatata

      Excluir
  3. Crentes eu sei que dentro de vcs esta escondido a vontade de questionar Papai Noel kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. é necessario respeitar a todas as religiões

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respeitar as religiões, como assim?
      Respeitar os crentes, sim, como seres humanos dignos.
      Mas as religiões são ideias - e todas as ideias podem ser criticadas, contestadas e ridicularizadas.

      Excluir
  5. Parece que o espírito da discórdia está avançando até entre aqueles que "se dizem seguidores do Cristo". Não é digno nem respeitoso o fato de colocar dizeres tão baixos entre duas figuras tão importantes para o Cristianismo, como o são Pedro e Paulo. Eles eram humanos e, portanto, sujeitos às manifestações da alma, entre as quais se colocam as fraquezas que qualquer ser humano tem. Isto não é coisa séria, assim como não sérias, mas sim, debochadoras e fúteis essas pessoas que fazem tal abordagem. Claro que são inimigas do Reino de Deus. Lembrem-se: respeitem a opção de milhões de Cristãos em todo o mundo, sejam católicos ou evangélicos. Os fingidos e hipócritas receberão do Senhor de tudo o devido julgamento, que será visto por toda a humanidade. Aí se verá quem está certo e quem sãos os palhaços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois Paulo acusou Pedro de ser fingido. Quem tinha razão, afinal?

      Excluir
  6. fico perplexo em ver tanta gente criticando o cristianismo.
    existe um ditado que diz: só se joga pedra em arvore que da fruto.o que adianta criticar o budismo, ou o induismo, ou a umbanda, ou o candomblé, pois são doutrinas mortas. JESUS CRISTO VIVE!!!

    ResponderExcluir
  7. Gostei do comentário do Paulo jorge Ramos. Explicou sem ofender a ninguém.

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde! Primeiro quero esclarecer algumas coisas com vocês: o cefas que o texto fala vem do aramaico kephas quer dizer pedro sim , mas não é o pedro compreendido nos doze apóstolos. Ele foi o cefas (pedro) compreendido entre os setenta (70) dicipulos que seguiam a jesus, e Paulo foi estar com ele para repreende-lo em funçao das atitudes junto aos gentios em galatas (comia e bebia com eles) assim junto de escarnecedores. Segundo venho falar religião! O termo vem do latim religare que quer dizer religar; isso aconteceu porque Deus viu que o homem estava afastado e perdido da sua presença,então Deus levantou joão batista anunciando a vinda de Jesus que iria morrer na cruz pelo seus pecados e religar o homem ao senhor. Portanto a única Religiao que exite e que vem da parte do senhor é e sempre será o cristianismo. Porque o próprio Crito diz Eu sou o caminho , a verdade e a vida, ninguém chega ao pai senão por mim. Que a paz do senhor esteja com todos vocês.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...